Família de universitária morta em Caicó pede prudência na internet

A família da universitária Zaira Dantas Silveira Cruz, 22 anos, usou uma rede social para pedir cautela sobre a divulgação de informações sobre o caso. De acordo com a postagem, os familiares alertam que muitas informaçõe postadas em blogs são falsas.

Segundo a nota, a família aguarda ansiosamente pelo encerramento do caso. “Logo, pedimos que não repassem essas falsas informações e, por respeito à nossa dor, aguardem a conclusão das investigações realizadas pela Polícia Civil”, afirmam.

O advogado da família, José Maria Rodrigues Bezerra, disse que o posicionamento adotado é o mais correto. Ele foi contratado sábado (9) e deve ir quinta-feira a Currais Novos. “Nenhum pedido nosso de preventiva foi feita. Até porque não seria tecnicamente viável esse pedido porque não existe autor do fato”, esclareceu.

Ele negou que a família tenha apontado algum suspeito na morte de Zaíra Cruz. “Pelo contrário, a família está tendo muita responsabilidade”, comentou. “Acho isso prudente para que não se cometa nenhuma injustiça com ninguém”, complementou.

O advogado disse esperar que as mídias sociais tenham um pouco de cautela com a divulgação das informações. Segundo ele, o caso está gerando uma comoção em Currais Novos, cidade onde Zaíra nasceu e morava. No final de semana houve inclusive um ato público pedindo justiça pela morte da universitária.

Zaíra Cruz foi encontrada morta dentro de um veículo em Caicó, no sábado de carnaval. O carro estava estacionado na frente de um imóvel alugado por um grupo de pessoas de Currais Novos. O laudo sobre a morte da universitária já foi concluído, mas não foi divulgado para não atrapalhar as investigações. O documento está com a Polícia Civil.

Fonte: OP9/RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *