Povo Solidário-Comunidade entrega cestas básicas para policiais militares na zona Sul de Natal

Com salários atrasados e sem condições de se manterem, policiais militares estão recebendo doações de cestas básicas desde o início da tarde desta sexta-feira (5). Cerca de 200 cestas foram arrecadas no 5° Batalhão de Polícia Militar, no bairro de Neópolis, zona Sul de Natal.

O número de cestas deve aumentar, já que as doações continuam chegando à sede do batalhão. Para o tenente-coronel João Sérgio Fagundes, o gesto da população é um ato de reconhecimento aos serviços prestados pela PM.

“Não tem como mensurar. Eu só posso entender que é a lei do retorno. Dar e receber. Nós tentamos dar a segurança da melhor forma possível e estamos recebendo esse reconhecimento nesse momento difícil”, analisou.

Viviane Cabral, uma das organizadoras da ação, enfatiza a opinião do militar. “Ajudar os policiais é o nosso principal objetivo. Os policiais sempre nos ajudaram no dia a dia, saindo das suas casas para proteger as nossas. Então, nos vimos na obrigação de fazer essa campanha para ajudar”, falou.

Ainda segundo o tenente-coronel a distribuição está sendo feita de acordo com as necessidades dos policiais. “Nós vamos distribuir com o 5º batalhão e com mais alguém que tenha necessidade”, destacou.

O coronel Fagundes ainda acrescentou que está arquitetando uma forma de ajudar os agentes da segurança pública além da alimentação.

“Estamos fazendo uma triagem daqueles que mais necessitam. Nesses casos, nós vamos chegar juntos com mais de uma cesta, com ajuda financeira, algo nesse sentido”, concluiu.

Influência

Fagundes acredita que ação elaborada pelos moradores da região Sul de Natal pode refletir em outras áreas da capital. “Toda a sociedade está influenciada por isso. Estou recebendo o contato de companheiros de outros batalhões de fora do RN. Todos sensibilizados com a situação que estamos passando”, disse.

A sede do 5º Batalhão fica na Rua Monte Carmelo, s/n, no bairro de Neópolis. O número de contato do batalhão é (84) 3232-2284.

Por Heilysmar Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *