SÃO JOSÉ DO SERIDÓ- Setor têxtil ainda um dos maiores geradores de emprego e renda

Sendo pela geração de mais de 700 empregos diretos e abrindo caminhos para outros setores, o setor têxtil é sem sombra de dúvida a mola propulsora da economia em São José do Seridó.

Numa região árida e castigada pela seca foram as oficinas de costura que equilibraram a economia do município.

Os costureiros (as) representam uma das profissões mais qualificadas graças as parcerias com o sistema S este setor, que hoje dar emprego não apenas a famílias locais como de outras cidades, qualificou seus profissionais.

Mesmo com os problemas advindos em virtude da pandemia o setor industrial têxtil buscou outras alternativas com vistas manter os empregos e a fabricação de máscaras foi uma destas saídas.

A comunidade Caatinga Grande, na zona rural de São José, sedia uma destas oficinas que gera cerca de 40 empregos diretos dando assim alternativas para que a população local não precisasse migrar para outros locais.

DA REDAÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *