Após análise de material do VAR, Vasco vê “impedimento incontestável” de Dourado

Após análise do material audiovisual que recebeu da CBF referente ao VAR do jogo entre Vasco e Internacional, a diretoria vascaína está confiante em impugnar o resultado do duelo, que terminou 2 a 0 para o Colorado.

No entendimento do clube, linhas traçadas pela equipe que coordenava o equipamento e a comunicação entre técnicos da cabine, o árbitro de vídeo (José Cláudio Rocha Filho-SP) e o juiz de campo (Flávio Rodrigues de Souza-SP) deixam claro o impedimento de Rodrigo Dourado no primeiro gol do Internacional.

Chamou atenção dos profissionais do Vasco envolvidos na apuração que, após o quarto minuto do vídeo de 5min16s, uma das pessoas que trabalhavam na operação do VAR afirma assertivamente: “Pode definir”. 

Isso se dá justamente após uma linha vermelha ser traçada sobre o ombro de Dourado, do Inter, e outra azul no pé de Ricardo Graça, do Vasco.

Em nota após contato com o ge, o Vasco afirma que tem em mãos um “material fático e probatório” que embasará manifestação jurídica a ser encaminhada ao STJD ainda nesta quinta-feira, caracterizando o que chamam “erro de direito” contra o clube.

VIA F SILVA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: