SAÚDE- Encontro Terapêutico – Bullying

O dia 7 de Abril é representado como a data nacional do combate ao Bullying.

Originário do idioma inglês, o termo “bullying” deriva de “bully”, que pode ser um verbo (ameaçar, amedrontar) ou um substantivo (valentão). É a prática de atos violentos por uma ou mais pessoas – físicos ou verbais – feita de forma intencional e repetitiva.


A prática do bullying pode ocorrer em diversos contextos sociais como nas escolas, universidades, vizinhança, ambientes de trabalho, ambientes familiares, entre outros. Pode iniciar com apelidos ofensivos, xingamentos e até mesmo agressões físicas.


Os impactos dessas ações podem gerar um retraimento ou isolamento ainda maior de quem está sofrendo o bullying, podendo desenvolver inclusive abalos emocionais e psíquicos.


Pais, responsáveis e educadores: Fiquem atentos aos sinais que as crianças/adolescentes possam estar apresentando. Alguns dos sinais que podem ser verificados mais a fundo são: desinteresse pela escola, hematomas, maior introspecção, irritabilidade e/ou agressividade, choro constante, entre outros.
Por mais que o agressor seja visto como vilão, ele também é uma vítima. Ser violento sinaliza que algo não vai bem com essa criança ou adolescente. Ele mesmo pode ter sido vítima de bullying no passado, ou até mesmo estar reproduzindo um padrão de violência tido como exemplo. ⠀
Neste sentido, é essencial sempre dialogar com a criança/adolescente, possibilitando um espaço de escuta, apoio, acolhimento e orientação psicológica quando for necessário.


Maria Hemília Santos de Sales
Psicóloga Clínica – CRP 17/5404
Atendimento presencial e on-line – Crianças, adolescentes e adultos.
Agende sua consulta, contatos:
Celular: (84)98818-3387
Instagram: @psimhemilia
E-mail: psimhemilia@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: