JOVEM EMPRESÁRIO GABRIEL ROCHA VISITA ASSENTAMENTO SERIDÓ E FALA SOBRE O INSTITUTO RIACHUELO E SEU DESEJO DE FORTALECER A AGRICULTURA NO SERIDÓ

Crédito da foto- Alexsander Alves

Nesta terça feira,22, uma comitiva formada por gestores municipais Jackson Dantas ( São José do Seridó) e Fernando Antônio (Acari) , vereadores ( Jussiene Dantas, José Carlos, Mininim de Chico Gago e Arthur David),empresários do setor têxtil ( Ricardo Medeiros, Marionete, Joelma Medeiros , Inácio e Anny Fabíola, secretários municipais e os jovens empresários Gabriel Rocha e Renata Fonseca, estiveram no Projeto de Assentamento Agrário Seridó- Caatinga Grande na Zona Rural de São José do Seridó.

Na oportunidade se reuniram na sede da ACBPARAS ( Associação Comunitária de Assentados do Assentamento Seridó) onde foi discutido ações para imprimir a cultura do algodão naquela comunidade e assim fomentar a economia local.

O jovem Gabriel falou dos objetivos do Instituto Riachuelo e ouviu as perguntas e opiniões dos Assentados, do prefeito Jackson, do pesquisador da EMBRAPA Marenilson Batista e num segundo momento foram ver in loco uma produção de palmas forrageiras.

O instituto Riachuelo, que desenvolve projetos importantes nas áreas de empreendedorismo e ação social, visa agora fortalecer a agricultura no Seridó. O projeto pretende auxíliar e incentivar os pequenos agricultores no cultivo para que possam expandir a sua produção agrícola e fortalecer a economia regional com implantação da produção do algodão, desde o cultivo até a garantia de venda para a produção têxtil. Fortalecendo a interiorização da indústria têxtil, o Pró Sertão está nos municípios de Cruzeta, Acari e São José do Seridó.

Para o prefeito Jackson é motivo de empolgação ver a cultura do algodão voltar a ser implantada no município de São José do Seridó e disse que a gestão está pronta para contribuir para que essa ação tenha excelente resultados.

O presidente da ACBPARAS Francisco das Chagas de Azevedo- Miguelinho também ressaltou a importância deste novo incentivo para o crescimento da agricultura na comunidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: