Ex-morador de rua atropela as dificuldades e se torna diretor de escola em Juazeiro do Norte, CE

Das ruas à sala de aula. Se isso já era uma grande vitória na vida do professor Francisco Renato Silva Ferreira, chegar ao cargo de diretor de uma escola de Juazeiro do Norte, em janeiro deste ano, tem sido o grande prêmio por tudo que lutou. Aos 35 anos, formado em Educação Física e Pedagogia, Renato driblou diversos obstáculos para conseguir seus diplomas e se tornar uma grande inspiração.

Antes de desembarcar na terra do Padre Cícero, o professor viveu nas ruas de Icó, durante a infância, após a morte dos seus pais em um acidente de trânsito. Mesmo longe de um teto, já conciliava os estudos com a rotina da cidade. “Hoje me orgulho da minha história e tento compartilhar um pouco com as pessoas”, conta.

Natural de Orós, foi para Icó morar com avó e sua tia após a perda dos seus genitores. A luta por sua educação começou no Sítio Mulungu, onde diariamente era obrigado a atravessar o açude Lima Campos de canoa para estudar numa sala de aula improvisada, instalada em uma casa de taipa e coberta por uma lona. Lá, ficou até a sexta série. “Nunca me senti bem. Quando perdi a presença de meus pais, a rua me acolheu”, lembra.

Aos nove anos e vivendo nas ruas, conheceu um pastor que o incentivou a estudar. “Ele perguntou qual era meu sonho e ali já dizia: ‘estudar e ser professor’”. Com o apoio para material didático conseguiu concluir o ensino básico. Naquele momento, já almejava se formar em Educação Física. “Eu tenho hiperatividade e nos testes vocacionais sempre indicavam profissões de movimento, ligado a parte de psicomotricidade. Sou bem elétrico”, brinca

Arquivo Pessoal: Antonio Rodrigues
Fonte: Diário do Nordeste

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *