Morte de comerciário conhecido em Caicó como ‘Trouxa de Ouro’ completa 8 meses e polícia pede apoio à população para prender autor do crime

A morte do comerciário João Maria Simões, que ficou conhecido em Caicó como Trouxa de Ouro, assassinado a tiros quando chegava em casa no bairro Walfredo Gurgel no dia 10 de junho de 2021, ainda não teve um desfecho conclusivo em relação ao inquérito policial.

Para o delegado municipal que está à frente do caso, o competente Dr. Leonardo Germano, ainda não há autoria propriamente dita, e isso tem impedido a conclusão do inquérito da polícia judiciária. “Se alguém tiver alguma informação que ajude, estamos à disposição”, disse.

João Maria Simões, popularmente chamado de “Trouxa de Ouro” pelos mais próximos, se envolveu em uma polêmica antes de ser morto. Ele era apontado “responsável” por vídeos e fotos que circularam nas redes em que aparecia com uma mulher casada, sua companheira de trabalho.

O material tomou conta da net em poucas horas e em face disso J. Simões recebeu o carinhoso apelido, já mencionado acima. Em meio à grande repercussão do caso, o comerciário aparece em outro vídeo brincando com amigos sobre a situação, no qual invoca o apelido “Trouxa de Ouro”.

Segundo a polícia, à época dos fatos parecia ser fácil a elucidação do crime, e embora tenha sido vasta as buscas por informações sobre o assassinato de João Maria Simões, ainda é preciso colher informações suficientemente claras para se chegar à autoria do crime, e para tal a polícia pede ajuda.

Perícia, investigação, oitivas e relatos de testemunhas, tudo isso ainda não deixa claro o autor dos fatos, assim como outros possíveis envolvidos. Para o delegado, quando mais a população puder colaborar, mais rápida será a resposta da PC à sociedade. O caso teve uma grande repercussão estadual.

JAIR SAMPAIO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.