Policiais civis produzem nova proposta preservando carreira da categoria

Sem avanço nas últimas propostas apresentadas pelo Governo do Estado, os policiais civis tentam negociar uma nova solução para a situação do Adicional por Tempo de Serviço (ADTS) da categoria. Em assembleia geral na noite dessa segunda-feira (22), os policiais civis avaliaram, deliberaram e aprovaram a construção de uma proposta alternativa que deverá ser protocolada por ofício, conforme solicitação do governo, pelas entidades que representam as categorias da Polícia Civil.

Na tarde dessa segunda-feira (21), em reunião com o Executivo, os sindicatos que representam a categoria pediram aos secretários e ao chefe do Gabinete Civil para que fosse construída uma solução na mesa de negociação, sem sucesso.

“Os representantes do Estado chegaram a apresentar uma proposta na tarde desta segunda, logo no início da reunião. No entanto, ela era muito parecida com as outras apresentadas anteriormente e, por isso, na própria mesa de negociação, as entidades recusaram. Essa proposta novamente iria acabar com a atual estrutura de carreira dos policiais civis e não aceitamos esse retrocesso”, explica a presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-RN), Edilza Faustino.

A presidente do Sinpol informou que, logo após recusarem a proposta, as entidades sugeriram ao governo iniciar a construção de uma solução ainda nesta segunda-feira, mesmo que se estendendo durante a noite. “O chefe do Gabinete Civil não quis e disse que se as entidades quisessem protocolar alguma proposta o fizessem por ofício. Então, o problema continuará sem solução por mais alguns dias, infelizmente”, ressaltou a sindicalista.

Também nesta segunda-feira, os policiais civis decidiram que não serão voluntários para serviço extraordinário no período de carnaval. Isso quer dizer que a categoria continuará recusando trabalhar nos horários de folga para suprir a falta de efetivo da Polícia Civil. Na quarta-feira (23) a partir das 9h, os policiais civis voltam a se reunir em Assembleia Geral, na sede do SINPOL-RN, para novamente discutir o andamento das negociações e os rumos da luta.

Tribuna do Norte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.