DE ACORDO COM PESQUISA IPESPE DIVULGADA NESTA SEXTA FEIRA LULA APARECE LIDERANÇA NA CORRIDA RUMO AO PALÁCIO DO PLANALTO

Pesquisa Ipespe divulgada nesta sexta-feira (25) mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na liderança da disputa pelo Planalto com 43% das intenções de voto na pesquisa estimulada. O presidente Jair Bolsonaro (PL) continua em segundo lugar, com 26% das intenções.

O ex-juiz Sérgio Moro (Podemos) e Ciro Gomes (PDT) ainda disputam pelo terceiro lugar. Moro tem 8% das intenções, Ciro 7%. Oscilando dentro da margem de erro de 3,2 pontos porcentuais, a pesquisa mostra o cenário cristalizado da disputa neste início de ano.

João Doria (PSDB) continua a aparecer em quinto lugar, com 3% das intenções. Já Simone Tebet (MDB), André Janones (Avante) e Felipe D’avila (Novo) têm 1% cada um. Eduardo Leite (PSDB) também ficou com 1%. Nas últimas semanas, o governador do Rio Grande do Sul tem sinalizado que pode ser candidato à Presidência. Leite já está no radar do PSD para a disputa.

Alessandro Vieira (Cidadania) não pontuou, e Rodrigo Pacheco (PSD) não foi testado nesta pesquisa. Brancos e nulos foram 7% e os que não sabem ou não responderam foram 2%.

Segundo turno

Nas projeções para segundo turno, Lula manteve a liderança sobre os demais candidatos. Contra Bolsonaro, o petista teria 54% dos votos e o presidente, 32%. Em um suposto segundo turno com Moro, Lula registra 52% à frente dos 31% do ex-ministro. Contra Ciro Gomes, o ex-presidente fica com 51% e o pedetista, 25%. Na disputa contra Doria, Lula pontua 54% e o governador, 18%.

Em um cenário com Moro e Bolsonaro no segundo turno, o ex-juiz teria 33% e o presidente 32%. Contra Ciro, Bolsonaro teria 35% e o ex-governador cearense, 47%. Já em um cenário com Doria, o tucano lidera com 39% e Bolsonaro, 36%.

Reprovação

O levantamento indica que 53% dos entrevistados classificam o governo Bolsonaro como “ruim ou péssimo”; 25% consideram como “ótimo ou bom”. Em relação à gestão Bolsonaro, 63% desaprovam o seu governo.

O Ipespe ouviu mil eleitores nos dias 21 a 23 de fevereiro. A margem de erro é de 3,2 pontos porcentuais e o índice de confiança é de 95,5%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-05015/2022.

GL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.