Sem risco de punição, Carlos Eduardo afirma que “candidatura de Ciro Gomes não vingou” e defende voto em Lula

Sem risco de punição, Carlos Eduardo afirma que “candidatura de Ciro Gomes não vingou” e defende voto em Lula

O candidato ao Senado Federal pelo PDT, Carlos Eduardo Alves, afirmou que a candidatura de Ciro Gomes a presidência da República “não vingou”. Por isso, defendeu voto em Luiz Inácio Lula da Silva (PT), para a disputa terminar no primeiro turno.

A declaração foi dada em entrevista ao jornalista Bruno Barreto. “As candidaturas de Ciro Gomes e Simone Tebet não conquistaram o apelo popular e pelos números o único que tem condição de derrotar esse atraso que é o Governo Bolsonaro é Luis Inácio Lula da Silva”, cravou.

SEM PUNIÇÃO
Nesta semana, o Partido Democrático Trabalhista (PDT) voltou atras e decidiu que, apesar de anuncialmente que haveria punição para quem fizesse campanha para Lula, disse agora não deve punir os filiados que declararem voto no primeiro turno ao ex-presidente.

Segundo o jornal O Globo, embora tenha aprovado em convenção nacional, em julho deste ano, uma resolução que impedia seus candidatos a fazer campanha para postulantes de outras legendas, a direção do partido fará vista grossa para quem apoia o ex-presidente Lula (PT). Na época, a resolução ficou conhecida como “cláusula anti-Lula”.

As informações são do Blog do Barreto.

CARLOS FELIPE

Deixe uma resposta